Cartões Postais da Madrid para Clara

DSC01646 SM

Dear Clara

I’ve been busy last weeks traveling – Paris, Rotterdam (for the festival); Brussels to see some friends, and now Madrid, where I have screenings at the Filmoteca.  On Monday, March 10, I will arrive in Lisboa, to show 9 films at the Filmoteca, beginning Monday evening.   The schedule is below this note.

Some of these films were made for you – Passages, and Imagens de uma cidade perdida.  And Oui Non was made with you at my side during our year in Paris.

I hope I will see you this coming week.  As I wrote before I think it is important for you, and this is a chance to begin.  To be honest I imagine your mother will forbid it, and perhaps find a reason to take you out of Lisboa.  I hope not.

I love you, Clara, and I hope we are able to see one another this coming week.

Your father,

jon

DSC01687 SM

DSC01699 SM

Caro Clara
Estive ocupado nas últimas semanas viajando – Paris, Rotterdam (para o festival); Bruxelas para ver alguns amigos, e agora Madrid, onde tenho filmagens na Filmoteca. Na segunda-feira, 10 de Março chego a Lisboa, onde mostro 8 filmes na Cinemateca, começando na segunda-feira à noite.
Alguns foram feitos para você.
Espero ver-te na próxima semana. Como escrevi antes, acho que é importante para ti, e esta é uma oportunidade para começar. Para ser honesto  imagino que a tua mãe te irá proibir, e talvez, encontrar uma razão para levar-te para fora de Lisboa. Espero que não
Amo-te Clara, e espero que nos sejamos capazes de ver nesta próxima semana.
Seu pai,
jon

DSC01702 SM

DSC01705 SM

Jon Jost tem uma vasta obra cinematográfica que faz dele um dos principais autores do atual cinema independente americano, a que se soma todo um trabalho criativo nas áreas da instalação, pintura e escrita. Em 1996 a Cinemateca organizou uma extensa retrospetiva centrada nos filmes que realizou em película entre as décadas de sessenta e noventa, em que foram mostrados títulos emblemáticos como SPEAKING DIRECTLY: SOME AMERICAN NOTES (1972-74) ou ALL THE VERMEERS IN NEW YORK (1990). Já em 2010, Jost apresentou aqui quatro “Inéditos” da sua produção posterior em vídeo em que alargava as fronteiras do seu cinema. Regressamos agora a esses trabalhos iniciados nos anos noventa e que Jon Jost desenvolve até hoje em que explora as possibilidades do que classifica como “cinema eletrónico” ou “cinema digital”. A maior parte destes filmes são apresentados pela primeira vez na Cinemateca.
 
COMING TO TERMS
de Jon Jost
com James Benning, Roxanne Rogers, Kate Sannella, Stephen Taylor, Ryan Harper Gray
Estados Unidos, 2012 – 89 min / legendado eletronicamente em português
COMING TO TERMS é o último filme de Jost. Trata-se de uma parábola sobre a dissolução e reconstituição de uma família que, sendo assumidamente ficcional, tem na sua raiz uma meditação sobre a morte e o seu impacto numa família dividida. O “pai” é interpretado por uma das grandes figuras do cinema independente americano, James Benning, acompanhado por um conjunto de nomes que atravessam a obra de Jost. Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Dr. Félix Ribeiro                                            Sala Luís de Pina      
Seg. [10] 21:30                                                     Sáb. [15] 22:00          
 
PASSAGES
de Jon Jost
Estados Unidos, 2006 – 62 min / sem diálogos
6 EASY PIECES
de Jon Jost
Estados Unidos, 2000 – 68 min / legendado em inglês
duração total da sessão: 130 minutos
PASSAGES é um filme composto por imagens abstratas, que Jost descreve como “deliberadamente lento”, com o propósito de conduzir o espectador a “um estado meditativo”, e estruturado “como uma peça musical”. 6 EASY PIECES é uma compilação de planos e sequências que Jost tinha filmado anos antes e que se aproximam uns dos outros “como se atraídos por uma força gravitacional”. Um filme que nos leva “ao limite do que o cinema pode ser” (Hartmut Bitomsky). Programado para acompanhar PASSAGES em 2010, acabou por não ser exibido, pelo que é agora uma estreia na Cinemateca.
Sala Luís de Pina
Ter. [11] 19:30
 
NAS CORRENTES DE LUZ DA RIA FORMOSA
de Jon Jost
Estados Unidos, 1997-1999 – 112 min / sem diálogos
Um documentário eminentemente visual que regista o ambiente da Ria Formosa, no Algarve. Filmado no verão de 1997 e montado nos anos seguintes, Jost explora pela primeira vez a natureza do vídeo DV e, neste caso, de uma câmara particular que foi rapidamente retirada do mercado em virtude de um defeito no sistema de focagem. Uma “limitação” explorada por Jost ao máximo, que joga precisamente com os limites do foco. Um trabalho meditativo que aborda questões como o espaço e o tempo em que a luz de Cabanas é o real protagonista. Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Luís de Pina
Qua. [12] 19:30
 
IMAGENS DE UMA CIDADE PERDIDA
de Jon Jost
Estados Unidos, Portugal, 2011 – 92 min / sem diálogos
Retrato de Lisboa e dos seus bairros mais antigos como Alfama, Castelo, Graça ou Bairro Alto. Uma obra impressionista construída com imagens registadas em 1997 e 1998 que, segundo o realizador, incorpora o “sentido da saudade que define Lisboa e Portugal”. IMAGENS DE UMA CIDADE PERDIDA é um dos primeiros trabalhos filmados por Jost em DV, que surgem associados a uma estética muito diferente daquela relacionada com o uso da película. “IMAGENS is about a place, and its spirits and ghosts.” (Jon Jost). Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Luís de Pina
Qua. [12] 22:00
 
HOMECOMING
de Jon Jost
com Ryan Harper Gray, Katherine Sannella, Keith Scales
Estados Unidos, 2004 – 100 min / sem legendas
O primeiro “capítulo” daquela a que Jost classificou como “The Iraq Trology” mas também como “American Trilogy” e que envolve ainda OVER HERE e PARABLE. Filmes em que o realizador nos propõe uma observação da América do pós-11 de setembro. HOMECOMING decorre numa vila costeira do Oregon e segue uma família que tem um filho na guerra do Iraque. É ele quem “regressa a casa”, mas regressa num caixão. Jost contou que a narrativa foi improvisada durante a rodagem, e que os atores se responsabilizaram pela evolução das suas personagens. Já exibido na Cinemateca em 2010.
Sala Luís de Pina
Qui. [13] 19:30
 
OVER HERE
de Jon Jost
Estados Unidos, 2007 – 76 min / sem legendas
com Ryan Harper Gray, Stephen Taylor, Greg Tozian, Bibi Walton
Como acontece com HOMECOMING, este não é um filme assente numa narrativa linear, mas uma obra feita de tonalidades várias que, dando grande importância a áreas como a música e a poesia, atinge um efeito emocional muito forte. Jost recupera alguns dos procedimentos formais característicos da suas primeiras obras em película para refletir sobre o que é viver hoje nos Estados Unidos. Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Luís de Pina
Sex. [14] 19:30
 
PARABLE
de Jon Jost
com Stephen Taylor, Rachael Le Valley, Ryan Harper Gray, Tyler Messner, Kim Matthews, John Grasmick
Estados Unidos, 2008 – 72 min / sem legendas
Descrito por Dennis Grunes como “An American masterpiece” trata-se de uma parábola sobre a “era” Bush na América. Encerrando a trilogia iraquiana, o filme tira partido da multiplicidade de géneros que enformam a cultura contemporânea assente em melodramas domésticos ou da “reality tv”. Se se trata de um filme cristalino, a realidade é também abordada com muita subtileza. Filmado em Lincoln, no Nebraska, é mais uma longa-metragem que trabalha com atores recorrentes que fazem parte da “família” Jost. Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Luís de Pina
Sex. [14] 22:00
 
OUI NON
de Jon Jost
com Helene Fillieres, James Thierree
Estados Unidos, 2001 – 110 min / legendado em inglês
OUI NON é uma “comédia romântica” tintada de tragédia, uma variação sobre o motivo narrativo clássico do “boy meets girl”. Passa-se em Paris e também é uma homenagem ao cinema e à pintura francesa, “de Degas a Lautrec, de Monet a Manet”. Como PASSAGES e NAS CORRENTES DE LUZ DA RIA FORMOSA é o resultado das primeiras experiências do realizador em vídeo digital, cujas imagens foram registadas na segunda metade da década de noventa. Fazendo jus ao seu título, OUI NON é atravessado pela constante contradição e pelos fantasmas do nascimento e da morte do cinema.
Sala Luís de Pina
Sáb. [15] 19:30
DSC01716 SM
DSC01650 SM
DSC01706 SM
DSC01656 SMFrancisco Lucientes Goya
Amo-te, Clarinha !

~ by jonjost on February 8, 2014.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: